Como resolver os problemas?

É impressionante a quantidade de pessoas no planeta terra que se arrepiam só de pensar que vão ter algum tipo de problema para resolver.

Se você faz parte desse grupo de pessoas prepare-se para conhecer o outro lado da moeda e entender a importância de se ter um problema e como pode ser benéfico para o seu crescimento.

Entenda que esse frio na espinha ao pensar nos problemas é bem mais natural do que imaginamos e isso porque nós, seres humanos na nossa jornada de evolução fomos evoluindo por meio dos problemas, o detalhe nessa conta é que os “problemas” lá na época da pré-civilização era que o homem se deparava com um animal (predador) que queria comê-lo e para resolver a questão a única solução era literalmente matar para não morrer.

Nesse cenário hoje em dia nós trazemos esse pré-conhecimento que foi passado de geração em geração. Sendo assim, quer queira, quer não todos nós carregamos esse “medo” que na maior parte das vezes é irracional e faz com que os problemas sejam descritos visualmente muito maiores do que são na realidade.

Quem nunca

Quem nunca já passou pela seguinte cena: ter algo que preocupa e a cada vez que concentrávamos nesse fato as coisas pareciam que iam tomando um tamanho ainda maior, ou seja, quanto mais pensávamos na situação mais o problema parecia maior. Penso que se você é um ser humano normal pelo menos uma vez na vida já passou por um cenário como esse.

Isso acontece exatamente por causa desse conhecimento que trazemos conosco e que permanece preso em nosso DNA desde sempre.

Um ponto importante é entender essa raiz comum a nós humanos e que influencia diretamente as nossas tomadas de decisão e o modo como nos comportamos diante dos desafios, dificuldades e dos problemas.

Origem dos Problemas

“Para definirmos, recorremos ao uso de algumas referências externas convencionais ou rótulos. A mente gosta de nomear tudo o que tenta entender.”

Os nossos problemas surgem baseados em algo que precisa ser melhorado ou aprendido. Sendo assim, cada um de nós tem os problemas adequados para nosso crescimento na vida e por mais que nós ajudemos outras pessoas, cada um tem os seus próprios problemas para resolver.

É por isso que é importante respeitar o outro e entender que cada um tem uma jornada e consequentemente suas próprias questões a solucionar.

Você precisa ter claro que os problemas podem ser solucionados rapidamente ou não, mas o ponto aqui é você ter a clareza que o fracasso fará parte do jogo. Logo, como diria Ryan Holiday  em seu livro “Obstáculo é o Caminho” que, “É hora de compreender que o mundo está lhe dizendo alguma coisa com cada fracasso e ação. É feedback – dando-lhe instruções precisas sobre como melhorar, tentando despertá-lo de sua falta de noção.

Tentando ensinar-lhe alguma coisa. Escute. Lições são difíceis só se você for surdo a elas. Não seja.”

Portanto, é necessário aprendermos a “Gostar” dos problemas porque eles nada mais são do que uma forma de ver as oportunidades de crescimento. Aqui é que o negócio começa a ficar bom, já que você tem a oportunidade de conhecer um novo conceito que vai mudar a sua percepção de mentalidade entendendo como pode verdadeiramente sair mais forte dos problemas. Saiba como tornar-se Antifrágil.

Seja Antifrágil

Entenda que esse conceito é novo, porém muito difundido no mundo e, nós temos a ousadia de torná-lo conhecido no Brasil nos próximos anos, logo, você irá ouvir muito sobre este tema. O Antifrágil foi abordado por Nassim Nicholas Taleb, que é autor de outros livros incluindo Best Seler “A Lógica do Cisne Negro”. 

Taleb é ensaísta, estatístico e analista de riscos, além de matemático por formação e trouxe em suas obras um novo olhar para a política, economia e para a vida de um modo geral, incluindo um novo conceito que é Antifrágil.

Antifrágil é o sistema ou a pessoa que é o oposto de frágil, ou seja, o que é frágil: é algo delicado, que quebra facilmente, que deforma. Já o Antifrágil: é algo que melhora com o tempo, ou seja, diante dos problemas e dos desafios, o Antifrágil fica mais forte, sendo assim, se aperfeiçoa com os fatos de modo aprender a como ser melhor.

Sendo assim, o conceito Antifrágil está propenso aos desafios e problemas, mas o ponto chave está em como se posiciona frente a esses cenários, uma vez que o caos torna-o mais consciente de suas habilidades e estimula a ação de modo que além de reconhecer também haverá um trabalho para aperfeiçoar e assim superar os problemas iniciais.

O Pulo do Gato

O grande ponto de virada e, que aqui, ousaremos dizer é que qualquer pessoa pode tornar-se um Antifrágil, basta decidir perceber todo conhecimento disponível para que de fato possa agir de modo mais consciente e claro ter controle de si de modo a aprender com os desafios que vira e mexem “insistem” em surgir.

Se está ainda mais interessado nesse tema, o artigo “Como reverter as crises a seu favor”  irá fazer ainda mais sentido para você uma vez que é um complemento desse assunto e que trará ainda mais clareza sobre a importância dos desafios na nossa jornada.

Para você que deseja aprofundar mais sobre este tema aproveite a oportunidade para se inscrever no nosso canal no youtube, pois semanalmente tem vídeos novos e com este assunto será abordado com mais ênfase por Lá. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *